Caixeiras da Guia
Divulgação

Caixeiras da Guia

O grupo originário de Campinas tem como proposta dar novas roupagens a canções tradicionais de diferentes regiões e grupos do país. As músicas têm o ritmo marcado pela Caixa do Divino, um tambor característico das Caixeiras. O repertório trabalhado pelo grupo inclui canções de indígenas e negros, além de congadas e folias do sudeste, rodas de samba e músicas cantadas por lavadeiras de Minas, misturando culturas vindas de todo o Brasil através do toque do tambor.


O grupo resulta do encontro de pessoas que, desde 2003, foram chamadas pela caixa do divino e, apaixonadas pelo toque desse tambor, assimilaram canções tradicionais e recriaram-nas a partir de sua própria sensibilidade e colorido. Inspiram-se e homenageiam as caixeiras-do-divino do Maranhão, as congadas e folias de reis do sudeste, as lavadeiras de Minas, as rodas de samba do recôncavo baiano, os cantos indígenas e de escravos… cantos de muito longe, no tempo e espaço, que chegam, aproximam existências, aliviam e tocam os corações. Promover encontros, contagiar e encantar as pessoas com as forças imemoriais dessas canções e tambores é o desejo do grupo.


O grupo é formado por pessoas de diferentes formações (professoras, arte-educadoras, artistas, fotógrafas, psicólogas, biólogas, terapeutas, jornalistas e um engenheiro). Desde 2003 o grupo encontra-se semanalmente para cantar e tocar a caixa do divino. As Caixeiras do Maranhão são uma das fontes de pesquisa e inspiração do grupo, não só no sentido musical como também na missão de cantar e tocar para saudar as festas, as casas, as pessoas, as comidas e os santos. 


Além dessa influência, o grupo estuda toques e canções das mais diversas manifestações da cultura popular, principalmente aquelas ligadas ao universo sagrado feminino. Ritmos como o afoxé, congada, lelê e cantos de escravos despertaram o interesse e foram apropriados e recriados pelo grupo. Desse caldeirão musical, resultou o espetáculo “Saudações”. Nesse espetáculo canto e dança se misturam num colorido de tambores, xales e colares, num girar das saias brancas, numa coreografia leve contraposta ao som forte das caixas. 


Em 2008, o Caixeiras da Guia criou um novo espetáculo – “En-cantos” – que busca trazer as cores, sons, gestos, cantos e danças que movimentam o sagrado e o feminino pelos quatro elementos: água, fogo, ar e terra. 


Desde 2003 foram realizadas mais de 250 apresentações em associações comunitárias, escolas, universidades, espaços culturais, festivais e festas religiosas. Em 2010, o grupo produziu o CD “Saudações das Caixeiras da Guia”, com o patrocínio do FICC Campinas.


Em Campinas o grupo é responsável pelo pontinho de cultura Criança, tambor e festa, onde promove, através de oficinas, o contado com a música, dança, teatro e artesanato. E também pelo projeto Festejos no Casarão, no Centro Cultural Casarão.


“Nossa Senhora da Guia

venho te pedir licença

para que o toque das caixeiras

também possa bençoar

As caixeiras têm seu nome

para te homenagear

com a paz da tua música

a todos contagiar”



***Com informações do site oficial da Caixeiras da Guia.




 

artistas e grupos similares
Flavia Wenceslau

Flavia Wenceslau

A carreira da cantora e compositora paraibana Flavia Wenceslau, natural de Nova Floresta, perpassa ao longo de duas décadas pelo di [»]

Conhecer »
Cátia de França

Cátia de França

Nascida em João Pessoa (PB), Cátia de França é cantora, compositora e multi-instrumentista. Em mais de 40 anos de carreira, Cát [»]

Conhecer »
Mariana Carrizo

Mariana Carrizo

.Cantora nascida no norte da Argentina, na região de Salta, que canta as tradições dos seus ancestrais, os pastores de cabras que [»]

Conhecer »