Bandinha Di Dá Dó
Psicodália 2015

Bandinha Di Dá Dó

O lúdico e o simples estão na essência da Bandinha Di Dá Dó, um grupo formado por artistas que transitam no teatro, na música e nas artes circenses. O ritmo também marca presença e é um dos pontos altos da banda, que arregimenta mais e mais fãs a cada apresentação. É formada pelos músicos Mauro Bruzza (acordeom e vocal), Thiago Ritter (baixo), Paulo Zé Barcellos (bateria) e Gabriel Grillo (Ursulos), artistas que trazem em seus currículos produção de trilhas sonoras para teatro, circo e apresentações em diversas cidades do Brasil, América Latina e Europa. Vestidos nos seus figurinos e tendo na linha de frente o Palhaço Cotoco, o grupo tem um repertório de aproximadamente 80 minutos, todo de composições próprias, instrumentais e cantadas, inspiradas na música cigana, world music e rock’n’roll.


Na trajetória da banda performática estão palcos como o do Fórum Social Mundial em Porto Alegre, Congresso Fora do Eixo em São Paulo, SESC RS, Festivais Psicodália (SC), MorroStock, Festival Macondo Circus, Palco Giratório SESC, Feiras do Livro, festas institucionais e particulares entre outros eventos. A trupe de músicos/palhaços já dividiu o palco com Ian Anderson (Jetro Thul), Mutantes, Alceu Valença, Hermeto Pascoal, Wander Wildner, Zé Ramalho, Jorge Benjor, Som Nosso de Cada Dia, Paulinho Boca de Cantor entre outros nomes da nova e velha face da música brasileira.  

Entre junho e julho de 2012, a Bandinha fez a sua primeira turnê pela Europa. Realizou 27 shows em 30 dias, passando por Alemanha, Suíça, Itália e Espanha, tocando em praças, ruas, centros culturais e importantes festivais de arte como “Mercancia” em Certaldo, Itália, e “Etnosur” em Alcalá la Real, na Espanha. O pré-lançamento do disco ocorreu na turnê europeia, que também contou com uma turnê no Nordeste Brasileiro.

O lançamento oficial do primeiro álbum da banda, intitulado “It s a Clown Music!Bandinha Di Dá Dó e Muito Mais”, se deu em 2012 dentro do projeto Som no Salão, promovido pela Pró-Reitoria de Extensão da UFRGS. O evento contou com a participação de convidados especiais, como Hique Gomez, Márcio Petracco, Cláudio Levitan, Luciano Leães, Julio Rizzo, Bebeto Mohr e Marcelo Birck. Além de Arthur de faria, maestro e produtor do disco. O projeto de gravação e lançamento do CD teve o financiamento do Fumproarte - Fundo Municipal de Apoio à Produção Artística e Cultural de Porto Alegre, através da SMC - Secretaria Municipal de Cultura.

O disco “It s a Clown Music! Bandinha Di Dá Dó e Muito Mais” foi indicado para o prêmio Açorianos como Melhor Disco POP, melhor Instrumentista pop (Mauro Bruzza), Melhor Capa Design Gráfico (de Clô Barcellos e Cláudio Levitan). Levando o prêmio neste último quesito. 

Atualmente a Bandinha Di Dá Dó prepara seu segundo disco e segue se apresentando ao vivo com o show "It's a Clown Music!", que já foi assistido por mais de 100 mil pessoas ao longo dos anos. As próximas apresentações da banda serão pelos SESC RS, Virada Cultural de São Paulo, Festival Forró da Lua Cheia de Altinópolis SP onde tocará com Novos Baianos, Festival Morrostock entre outros shows.


artistas e grupos similares
Grupo Cultural Acarbo

Grupo Cultural Acarbo

Comandado por mestre Macaco e contra mestre Banha, o Grupo Cultural Acarbo, fundado em 1985, em Santo Amaro (BA), com apenas seis in [»]

Conhecer »
Merken

Merken

[»]

Conhecer »
Flor de Manacá

Flor de Manacá

Com o intuito de construir mais espaços para as mulheres na música, nasce a Banda Flor de Manacá (RJ), de forró. [»]

Conhecer »