Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro
Débora Amorim

Veja no Mapa »

Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro

O grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro nasceu em Brasília, em 2004, com o objetivo de renovar a cultura popular brasileira. Tendo como padrinho o Mestre Salustiano e inspirado pela invenção trazida na feitura da arte popular, o grupo criou seu próprio mito e brincadeira: o Mito do Calango Voador, cheio de personagens coloridos, todos ligados ao cerrado. Para manter vivo esse mito, o grupo conta com a ajuda de canções, brincadeiras e danças. Tudo isso é movido a um som também criado pelo próprio grupo, o samba pisado.

Esse novo ritmo criado por Tico Magalhães traz referências das pancadas do baque solto do maracatu e das pisadas do cavalo-marinho, variação do bumba-meu-boi. Ele é tocado com as alfaias do outro maracatu, o de baque virado, com o gonguê e a caixa do maracatu rural, os abês dos afoxés e o caracaxá do caboclinho.

Com apresentações coloridas, agitadas e dançantes, o mito conta a história do cerrado que se encontra com a cidade de Brasília. A partir desse encontro, a cidade é povoada pelos novos seres integrantes do cerrado que buscam fazer parte da cultura popular brasileira e também do imaginário das pessoas.

O grupo traz a inovação em vários sentidos, inclusive nas apresentações. Os artistas misturam o picadeiro e o terreiro, criando uma nova forma de se apresentar e interagir com o público, fazendo o que eles consideram como o novo circo de rua.

Produções culturais

Desde 2005, o grupo realiza anualmente o Festival Brasília de Cultura Popular, reunindo a diversidade cultural do país na Capital Federal. 

Em 2009, o grupo lançou seu primeiro CD de samba pisado. A gravação é um registro deste samba criado dentro do cerrado, em Brasília, feito para dar força às figuras de uma nova brincadeira criada pelo grupo. O disco apresenta um novo samba para o Brasil. O disco conta com a participação da África com a percussão de Petit Mamady Keita, da República da Guiné, a rabeca de Dinda Salustiano, os pifes de Brasília e de seu Zé do Pife, o sopro da orquestra Marafreboi e o som de um banco de cavalo-marinho, gravado em Recife, puxado pelo padrinho do grupo, o Mestre Salustiano.

Outro projeto do grupo é o Festival Brasileiro de Teatro de Terreiro. O objetivo do festival é discutir e difundir o teatro popular do Brasil, apresentando ao grande público toda a sua contemporaneidade, estruturas dramáticas,  símbolos,  atores-brincantes, técnicas históricas e modernas, por meio de grupos tradicionais e por outros mais afamados que têm em suas bases influências destas manifestações tradicionais. 

Ponto de Cultura 

Em 2010, o grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro tornou-se Ponto de Cultura. Na sede do grupo, na 813 Sul, em Brasília (DF), são realizadas oficinas populares de dança, percussão, confecção de figurinos e bonecos. Todas as oficinas são gratuitas. 

Saiba mais:

http://www.seuestrelo.art.br/

http://pontoestrelo.wordpress.com/

artistas e grupos similares
Cia Circênicos

Cia Circênicos

De origem brasiliense, a Cia. Circênicos, fundada em 2006, realiza um trabalho que mescla diversas manifestações artísticas. Nos [»]

Conhecer »
Cia de Teatro Nu Escuro

Cia de Teatro Nu Escuro

A Cia de Teatro Nu Escuro é um grupo de atores/encenadores que trabalha coletivamente, de forma horizontal e que no ano de 2016 com [»]

Conhecer »
La Fanfarria

La Fanfarria

Entidade cultural sem fins lucrativos, o Grupo Corporación La Fanfarria foi criado no ano de 1972, na Colômbia. O grupo é patrim [»]

Conhecer »