Juraíldes da Cruz
Marcelo Scaranari

Juraíldes da Cruz

O cantor e compositor Juraildes da Cruz nasceu em Aurora do Norte (GO), hoje estado do Tocantins. Cresceu ouvindo cantigas de roda, catiras, Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro. Aos nove anos mudou-se para Goiânia, onde aprendeu a tocar violão. Estou violão clássico, ouviu muito a “Jovem Guarda”, MPB e Rock dos anos 70. Seu trabalho é híbrido de tudo isso, prevalecendo a alma da música original brasileira.

Iniciou sua carreira artística em 1976, quando participou do GREMI, Festival de Arte de Inhumas (Goiás), e foi classificado em primeiro lugar. Participou de mais de cem festivais de música, com destaque para o Festival Tupi-79, onde se apresentou com Genésio Tocantins, ao lado de artistas como Caetano Veloso, Elba Ramalho, Zé Ramalho, Osvaldo Montenegro, Fagner, Alceu Valença, Jackson do Pandeiro e outros.

Em 1992, foi classificado no MPB SHELL. Gravou seu primeiro disco, “Cheiro da Terra”, em 1990, contando com a participação de grandes nomes como Chiquinho do Acordeon, Sebastião Tapajós, Paulo Moura, Jaques Morelenbaum, Fernando Carvalho, Nilson Chaves, Mingo e Xangai. Suas composições já foram gravadas por Pena Branca e Xavantinho, Xangai, Rolando Boldrin e Margareth Menezes, entre outros. 

Em 1994, Pena Branca e Xavantinho gravaram a composição de Juraildes "Memória de Carreiro", que abre o CD Uma Dupla Brasileira. Participou, ainda, do CD gravado ao vivo Canto Cerrado, no qual interpretou "Nóis é Jeca Mais é Jóia". Cantou também com Xangai o forró "Fuzuê Na Taboca" no CD Eugênio Avelino - Lua Cheia, Lua Nova.

Em 1998, ganhou o prêmio SHARP (o maior prêmio da música popular brasileira), com a música “Nóis é Jeca, Mais é Jóia”, na categoria de melhor música regional. Participou do “Projeto Pixinguinha”, fazendo apresentações em oito capitais brasileiras, com gravação de DVD.

Em 2000, foi classificado no concurso do projeto "Rumos Musicais", do Banco Itaú para fazer o mapeamento cultural do país, com gravação de DVD, representando o Centro-Oeste. Em 2005, foi indicado para o Prêmio TIM (categoria regional), com o CD Nóis é Jeca, Mais é Jóia.

Participou do “Acordes Brasileiros” – primeiro encontro Nacional de músicas regionais do Brasil em Porto Alegre – RS. A PUC - Universidade Católica de São Paulo - publicou um artigo na revista “Língua Portuguesa”, fazendo um reconhecimento do seu trabalho na revista n° 39, no mês de Janeiro de 2009.

Participou da trilha sonora da novela da Rede Globo “A FAVORITA”, com a música “Memória de Carreiro”, na versão instrumental. Participando pela terceira vez do “Projeto Pixinguinha”, em 2008, recebeu o prêmio para a gravação do cd “Roda Gigante” bem como realização de shows de lançamento em Goiás. 

Em 2010, foi indicado ao “21º Prêmio de Música Brasileira”, sendo contemplado como o melhor cantor na categoria “voto popular”, juntamente com Daniela Mercuy.

Encontro de Culturas

No XI Encontro de Culturas, em 2011, Juraildes começou o show com músicas que falavam sobre a preservação e valorização da natureza, sob a visão do sertanejo que sente falta da terra viva.

O tocantinense trouxe esse apelo em vários trabalhos apresentados e afirma que é preciso trazer essa consciência ambiental para o público. “Eu cresci em meio a muita natureza rica e bonita e hoje eu sinto falta, acho que é meu dever ajudar a preservar o meio ambiente através do meu trabalho”, conta Juraíldes.


O show trouxe também trabalhos mais intimistas do cantor, com a temática do sertanejo, da vida humilde no campo, o típico personagem interiorano que aprecia a simplicidade. Segundo Juraíldes, essa figura já não é mais valorizada, “Eu sinto necessidade de mostrar a minha identidade com a terra, por isso o regionalismo é tão presente nas minhas músicas”, explica.



O filho do cantor subiu ao palco para acompanhá-lo em algumas músicas. João Paulo já gravou com o pai o CD “Meninos”, um trabalho de Juraíldes com  um coral formado apenas por crianças. “Eu gosto muito de cantar com meu pai, inclusive vamos gravar mais um CD com outras crianças, o Joias do Cerrado”, conta o garoto.

Saiba mais

http://www.juraildesdacruz.com.br/


artistas e grupos similares
Umbando

Umbando

Com mais de uma década de existência, o grupo Umbando vem traçando uma odisséia musical no espaço brasileiro, onde o tradicion [»]

Conhecer »
Filhos de Dona Maria

Filhos de Dona Maria

[»]

Conhecer »
Xaxado Novo

Xaxado Novo

[»]

Conhecer »