José Erotides
Marcelo Scaranari

José Erotides

Zé Erotides foi ao Encontro de Culturas, em 2006, para assistir ao filme "Som da Rua", que conta um pouco de sua trajetória. Ele cantou duas músicas de sua autoria e contou causos antigos que sua vó contava sobre a Chapada Gaúcha (MG), atual Grande Sertão Veredas, local onde vive, perto de sua terra natal. Zé sabe muitas histórias da região.

O violeiro é um dos personagens do documentário "Som da Rua", uma série de 30 curtas de três minutos cada, sobre anônimos que fazem seu estilo de música. O filme nasceu de um projeto que começou em 1997, da produtora carioca TV Zero. Leonardo Domingues, editor do Som da Rua, e Rodrigo Letier, produtor,  estiveram no VI Encontro pra exibir o filme no Espaço Petrobras. O cineasta Roberto Berliner conheceu a história de José Erotides no livro editado por Roberto Corrêa, "Violeiros do Brasil", que reúne uma série histórias de violeiros e contadores de causos de todo o lugar do Brasil.

Zé Erotides trabalhou a vida inteira na roça para criar os filhos e atualmente dedica mais tempo à viola e à rabeca do que à lavoura. "A viola é o que dá sustento à minha família", afirma José Erotides emocionado. O filho do violeiro é seu parceiro e as filhas são bailarinas no grupo. Eles já gravaram dois CD's, que, segundo o violeiro, são muito bem vendidos na região.

artistas e grupos similares
Cacique e Pajé

Cacique e Pajé

Cacique & Pajé foi o nome utilizado por dois indígenas que fizeram grande sucesso como dupla sertaneja nos anos 80. Vindos de uma [»]

Conhecer »
Renato Caetano

Renato Caetano

Renato Caetano, violeiro, compositor, professor, mestre em música pela Escola de Música da UFMG vem, desde 2007, trabalhando sua c [»]

Conhecer »
João Arruda

João Arruda

Partindo de influências que vão de Naná Vasconcelos a Tião Carreiro e Luiz Gonzaga, o violeiro João Arruda demonstra seu cresce [»]

Conhecer »