Caçada da Rainha de Monte do Carmo
Débora Amorim

Veja no Mapa »

Caçada da Rainha de Monte do Carmo

A festa tradicional religiosa do município de Monte do Carmo-TO, que acontece nos dias 17 e 18 de julho, consiste em uma movimentação de rua com presença de tambores, na qual as pessoas dançam e cantam. É a dança do tambor.

Há vários personagens como rei, rainha, caçadores, caretas, batedores de tambor e os dançadores. Todos fazem uma roda e cada par entra no meio para dançar, e cada vez que um sai o outro par ou pessoa entra.  Os caretas, fantasiados com máscaras de monstros animam o público, principalmente as crianças. Outro destaque é a dança com uma garrafa de cachaça na cabeça. Durante a dança, servem bebidas como licores de jenipapo, tamarindo, acerola, abacaxi, inhará, caju e murici.

Essas danças são em homenagem a Rainha e segue a história relatada por Marilda Amaral, integrante do grupo:

“A caçada à Rainha é uma espécie de piquenique onde o Rei e a Rainha saem juntos e com eles vão um grupo de pessoas convidadas, um homem e uma mulher que são os caçadores. Eles iam caçar animais, era um costume nobre sair para caçar, e levam os negros para cozinharem. Os negros acompanhavam cantando e dançando tambor”.

Segundo Marilda Amaral, é importante demonstrar a cultura deles em Encontros como os da Chapada dos Veadeiros, pois é uma oportunidade de divulgar a cultura que está preservada e o município. E ainda, o grupo tem a chance de conhecer outras tradições, de analisar o que fazem e ainda reconhecer que sua tradição é bonita e sentir orgulho disso.  

 A Festa em Monte do Carmo

- Primeiro dia: Caçada da Rainha - à tarde / Coroação da Rainha – à noite  

- Segundo dia: Missa em celebração a Nossa Senhora do Rosário e cortejo nas ruas das cidades e final na casa da Rainha onde é servido lanche e mais bebida.

A partir do dia 07 de julho os moradores do lugar ficam envolvidos com a tradição. Até o dia 15 acontecem as novenas. Dia 16 é a vez do Reinado, quando uma comitiva composta pelo novo rei, tocadores e pessoas da comunidade vão em busca do rei velho para levá-lo à igreja onde é celebrada a missa e passagem da coroa pelo padre da paróquia. Na tarde do dia 17 ocorre a encenação da Caçada da Rainha. 

Tradição

A Caçada da Rainha acontece há pelo menos 200 anos no município de Monte Carmo, pequena cidade localizada a 90 Km da capital do Tocantins. A festa é dedicada à Nossa Senhora do Rosário dos pretos e acontece nos dias 17 e 18 de julho. O auge da festa é no dia 17 de julho, quando acontece a Caçada da Rainha. Festejo de origem mista entre o branco, o negro e o índio, conta hoje com cerca de 7000 visitantes.

Perpetuada através de tradições religiosas e contando com facetas laicas e populares, a Festa possui elementos sincréticos, utilizando elementos indígenas, como penas, máscaras de cabaça e também a participação dos negros, principalmente por meio dos ritmos e tambores.

O papel da igreja católica na Festa é de celebração da missa e de coroação do Rei e da Rainha, que são responsáveis pela sua realização. A Rainha é coroada e abençoada pela igreja e organiza a Festa com 01 ano de antecedência. A Tradição conserva o oferecimento aos foliões de biscoitos, bolo com chá e culinária típica.

Dia 17 de julho a Festa começa com a Caçada da Rainha, que, montada a cavalo ao lado do rei e trajados conforme o costume medieval, seguem com sua comitiva, os caçadores, seus convidados. Esta Tradição remonta ao período medieval, quando os nobres tinham o hábito da caça. Os tambores os acompanham, os “caxambús”, feitos de tronco de pequi, um costume que ainda se mantém intacto desde as origens da Festa.

Os tambores vão à frente do Rei e da Rainha, acompanhados de cantorias, durante toda a tarde, e o povo os acompanha. Quando chega a noite, acontece a coroação da Rainha, na igreja, que chega acompanhada de um cortejo. Ainda se usa em Monte do Carmo neste ritual, candeias artesanais de cera de abelha e pavios, o que enriquece o cenário da Festa. Um sanfoneiro segue o cortejo trazendo alegria com sua música. A Rainha é coroada e em seguida todos participam da missa e depois vão tomar café com bolo por oferecimento da Rainha. À noite segue com um baile adaptado à região para que o povo participe e se divirta, sendo que o forró é sempre bastante apreciado.

No dia seguinte (18 de julho), acontece a missa de N.S.do Rosário e sai a procissão pelas ruas da cidade, com a imagem da Santa à frente, num andor, seguido de vários grupos folclóricos, como os Congos.

Saiba mais: 

http://www.ufg.br/this2/uploads/files/112/36_NoeciMessias_NegrosEBrancosEmMonteDoCarmo.pdf

artistas e grupos similares
Caçada da Rainha de São João D'Aliança

Caçada da Rainha de São João D'Aliança

Caçada da Rainha de S. João da Aliança, um festejo muito antigo que havia sido abandona [»]

Conhecer »
Caçada da Rainha de Colinas do Sul

Caçada da Rainha de Colinas do Sul

A Caçada da Rainha ocorre em Colinas do Sul, na primeira quinzena do mês de julho. Os padroeiros homenageados no festejo são o Di [»]

Conhecer »