Kátya Teixeira
Débora Amorim

Kátya Teixeira

Cantora, instrumentista  e compositora paulistana, Kátya Teixeira também é pesquisadora da cultura popular brasileira e traz em seu trabalho musical o resultado de suas andanças pelo Brasil. Garimpando saberes e sonoridades que incorpora a sua musicalidade, fazendo reverência aos mestres populares e as manifestações culturais autênticas do nosso país.


Com 4 cd´s gravados e inúmeras participações em cds e shows de artistas consagrados da Música Popular Brasileira, Kátya Teixeira foi indicada pela segunda vez ao Prêmio da Música Brasileira, em sua 23º edição, concorrendo como melhor cantora regional e Troféu Catavento 2012 de Solano Ribeiro – Rádio Cultura/SP. O seu quarto disco "Dois Mares", com temas tradicionais da cultura luso-brasileira em parceria com o cantador mineiro Luiz Salgado, foi selecionado pelo 25º Prêmio da Música Brasileira 2014. 


Assina vários projetos culturais dentre os quais se destaca o "Dandô – Circuito de Música Dércio Marques" que cria um intercâmbio e circulação de música popular em várias cidades brasileiras, além da realização de vivências e oficinas integrando e valorizando a cultura popular pelo país. Esse projeto recebeu o Prêmio Brasil Criativo do MINC/SEBRAE em 2014 como melhor projeto de Música na categoria Artes e Espetáculos.


DANDÔ


Kátya Teixeira apresentou a performance deslumbrante do projeto "Dandô - Circuito de Música Décio Marques" a décima sexta edição do Encontro de Culturas, acompanhada dos os músicos Giancarlo Borba, Cabocla Inez e Sol Bueno.


Partindo da constatação da pluralidade da cultura brasileira, o coletivo Dandô nasceu graças à preocupação de músicos e pesquisadores com a interiorização e a difusão da música do Brasil, bem como a descentralização e acesso à produção musical no país.


O projeto tem, em seu nome, uma homenagem a Dércio Marques (1947—2012), que foi um dos cantadores que mais fez pela arte nos "Brasis" que estão fora do eixo da mídia de massa, unindo artistas de toda parte, de várias gerações, estilos, culturas.


A razão do nome “Dandô” se refere a um trecho da canção "Canto dos Ipês". A palavra é uma corruptela do verbo andar, no linguajar dos pretos velhos:


"Ô dandei / Olha o vento que brinca de dandar/ Ele vem pra levar as andorinhas/ E quem sabe a canção pra uma janela/ Saciar o ipê que se formou/ E roubar suas flores amarelas".


De acordo com Kátya Teixeira, esse é o sentido do projeto: fazer os artistas “dandar” e se apresentar em diferentes regiões, circulando como o vento pelo país.


Desde 2013, o circuito promove diversos shows pelo país de forma contínua, sempre no formato anfitrião local e convidado (artista em circulação), corroborando para a interlocução entre os músicos e a formação de novas platéias. O audacioso projeto Dandô busca a realização de uma verdadeira interação musical por todo o país, por meio do intercâmbio entre artistas de vários rincões, objetivando mostrar as diversas sonoridades regionais.


Ganhador do Prêmio Brasil Criativo MINC/SEBRAE, o Dandô está debruçado sobre os critérios da diversidade e representatividade das regiões e assim pretende criar uma cartografia musical. Em 2015 lançou o primeiro CD, a coletânea Dandô - Um Canto Em Cada Canto Do Brasil, em parceria com a Distribuidora Tratore.


O projeto, que começou em 7 cidades de 5 estados brasileiros, hoje já chega a 40 cidades de 8 estados. Em breve estará em Portugal e 4 países da América do Sul: Uruguai, Argentina, Chile, Bolívia.


O projeto envolve artistas que têm seu trabalho reconhecido junto ao público, mas que, por meio do projeto, podem obter uma melhor projeção no panorama nacional. Cada artista terá a oportunidade de se apresentar em todos os pontos do circuito, que abrange cidades de vários Estados brasileiros. Com o lema “Um canto em cada canto do Brasil”, o projeto “Dandô” vai no mesmo caminho trilhado pelo apresentador Rolando Boldrim, que é “tirar o Brasil da gaveta”, para mostrá-lo a si mesmo.


DÉRCIO ROCHA MARQUES (1947 - 2012)


Violeiro, cantador, menestrel, pesquisador de raízes musicais brasileiras e iberoamericanas (filho de mãe brasileira e pai uruguaio). Ajudou a mapear a cultura brasileira ao lado de Marcus Pereira na década de 70. Foi um dos artistas que ao lado de sua irmã Doroty Marques mais fizeram pela arte nos "Brasis" que estão fora do eixo da mídia de massa. Com seu jeito peculiar de alinhavar costumes, conversas, "arreuní gentes", ele uniu cantadores de toda parte, de várias gerações, estilos, em uma confraternização cultural sem igual. 


DISCOS DE DÉRCIO MARQUES:


Terra, Vento, Caminho (1977)


Canto Forte, Coro Da Primavera (1979)


Segredos Vegetais (1988)


Fontes de informações para esta reportagem: Release Oficial e Osvaldo Higa.

artistas e grupos similares
Conrado Pera

Conrado Pera

Conrado Pera é um cantor e musicista paulista que vive em Alto Paraíso de Goiás, na Chapada dos Veadeiros. [»]

Conhecer »
Nação Latina

Nação Latina

[»]

Conhecer »
Lorota Boa

Lorota Boa

[»]

Conhecer »