Dona Gracinha
Fredox

Veja no Mapa »

Dona Gracinha

Dona Gracinha é uma senhora boa de prosa, como dizem: simples até mandar parar. De vida tranquila e voz calma, Gracinha se mostra disponível para contar suas histórias de vida e sanfona a todos que demonstram interesse. “Eu toco sanfona desde os sete anos de idade, comecei a tocar por causa do meu tio, que me deu uma gaita de boca, depois uma sanfona. A vida toda eu olhava para os sanfoneiros e queria aprender a tocar igual a eles”, relembrou.


A sanfoneira participou de muitas edições do Encontro de Culturas, embalando o forró na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge. Dentre os ensinamentos que aprendeu com seu tio, Dona Gracinha destaca: “sanfoneiro bom é sanfoneiro animado, tem que tocar pra valer, o povo tem que dançar."

Foi agarrada à sua sanfona que Dona Gracinha subiu no palco principal do  Encontro de Culturas para “arrebentar a boca do balão”, como costuma dizer. Esbanjando vivacidade, Dona Gracinha tocou de frevo a forró, passando por chorinho, valsa, tango, xote e até o Hino Nacional. “Aqui em São Jorge o povo gosta muito de xote, é só tocar e esperar o sol raiar”, se diverte.

"Essa senhora tem muita energia, é emocionante a maneira como ela toca”, disse a estudante Raquel Ferreira. “O que mais me impressiona é o fato dela não parar um minuto, toca uma seguida da outra, assim dançamos sem ver o tempo passar”, completou Raquel Rodrigues, estudante de Sociologia.

Em 2010, a sanfoneira participou do Encontro de Culturas lançando seu primeiro CD, gravado por meio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), da Secretaria de Cultura do Distrito Federal. Dona Gracinha da Sanfona vem animando arrasta-pés e se apresentando em bares e casas de espetáculo do Piauí, Distrito Federal, Goiás e Maranhão. Ela nunca perdeu o embalo, nem mesmo quando perdeu parte da perna direita - conseqüência de um acidente automobilístico. Em seus shows, os ritmos vão desde o forró, frevo e baião até o chorinho, o tango e a valsa. Sua banda é composta por três músicos, Chiquinho (triângulo), Gabriel Lourenço (voz e violao) e Flávio Leão (zabumba).

Saiba mais: 

http://www.encontrodeculturas.com.br/2008/noticiasDetalhe.php?id=137




artistas e grupos similares
Dércio Marques

Dércio Marques

Violeiro e cantador, o mineiro Dércio Marques é um dedicado defensor do meio ambiente e da cultura popular brasileira, temas recor [»]

Conhecer »
Orquestra Popular Marafreboi

Orquestra Popular Marafreboi

[»]

Conhecer »
Filhos de Dona Maria

Filhos de Dona Maria

[»]

Conhecer »